Pavimento de concreto é usado na BR-163

Compartilhe

Principal corredor logístico do país recebeu a solução em concreto para pistas novas. Restaurações via whitetopping foram feitas na duplicação do trecho de Mato Grosso (MT).

Para uma grande obra, uma grande solução. A BR-163 é uma das rodovias mais importantes do país. Desde 1970 funciona como um corredor logístico estratégico para o transporte da produção agrícola. Sai do Pará e atravessa os estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina.

Dentro do Mato Grosso, a rodovia foi concebida originalmente em pista simples. E para melhor atender ao fluxo intenso de veículos pesados e garantir a vazão de distribuição de um dos maiores celeiros de grãos do Brasil, foi necessário fazer a duplicação de trechos da BR-163 MT. A tecnologia empregada? Pavimento de concreto.

Por que pavimento de concreto?

Porque tem o dobro de vida útil do asfalto (aproximadamente duas décadas), não exige tanta manutenção e seu custo de implantação é bastante competitivo. Portanto, tornou-se uma alternativa muito mais econômica ao longo do tempo para a BR-163 MT.

E não é só isso: seu ciclo de vida é muito maior em termos de ecoeficiência, quando comparado ao tipo convencional. Isso é respaldado por estudos técnicos em concomitância com a análise da própria construção. Essas foram as vantagens no que tange ao projeto e à obra da rodovia.

Os usuários também se beneficiaram, pois o pavimento de concreto apresenta vantagens como: melhor visibilidade noturna (por meio da reflexão da luz), economia de combustível e mais segurança – visto que essa solução garante menor distância de frenagem.

Como o pavimento de concreto foi contratado?

Pelo fato de o projeto ter sido licitado via regime diferenciado de contratações integrado (RDCI), a obra poderia começar sem um projeto básico, ou melhor dizendo, com um anteprojeto. Quem explica melhor esse conceito é Luiz Guilherme Rodrigues de Mello, diretor de planejamento e pesquisa do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).

“Nesse tipo de contratação, oferecemos uma determinada solução de engenharia, mas o contratado pode sugerir outra. O preço, no entanto, não muda. E se houver uma indicação de material diferente da nossa, podemos aceitá-la – desde que atenda aos nossos normativos. No caso da BR-163 MT, achamos interessante a escolha do privado”, detalha o profissional. Assim, com todos os benefícios técnicos, o pavimento de concreto foi apresentado para avaliação do DNIT, que entendeu ser essa uma solução mais adequada para atender às necessidades da obra de duplicação naquele momento.

Onde e como o pavimento de concreto foi utilizado?

  • 71,6 km entre Jaciara e Serra de São Vicente: a pista restaurada com a técnica whitetopping;
  • 17 km na Serra de São Vicente (BR-163/364/MT): parte da pista foi nova, parte foi restaurada com whitetopping;
  • 42,4 km entre Serra de São Vicente e Cuiabá: novamente, a intervenção envolveu pista nova e restauração com whitetopping.

Pavimento de concreto para obras de rodovias

O pavimento de concreto de cimento Portland é a melhor opção para obras de rodovias que recebem tráfego intenso de veículos (de grande porte) no carregamento de cargas extremamente pesadas. Na visão de muitos engenheiros, inclusive, existe um cenário promissor para especificar esse tipo de pavimento nessas situações por uma prerrogativa técnica.

Colabora, ainda, o desenvolvimento tecnológico do mercado dentro e fora do Brasil, que tem viabilizado com mais facilidade, rapidez e desempenho o emprego do pavimento de concreto nas obras de rodovias.

Inclusive, na obra da BR-163, mais precisamente no trecho de Cuiabá até Rondonópolis, a aceitação do produto já havia sido bastante positiva. Como citado, a tecnologia de ponta garante um sistema de qualidade, fácil de aplicar e mais confortável para os usuários.

Paulo Tripoloni, CEO da Sanches Tripoloni – construtora que esteve à frente da obra da BR-163 – aborda, justamente, a importância da tecnologia de ponta para construir um pavimento de qualidade.

“Quando fizemos o pavimento rígido no trecho de Nobres (MT), usamos uma máquina importada para executar o serviço. Hoje nós fazemos o pavimento rígido com recursos de robótica, satélite, e com isso nós conseguimos ter um acabamento melhor, um conforto enorme”, conta.

Futuro do pavimento de concreto

Sobre as perspectivas para o uso deste tipo de pavimento, tudo aponta para a maior adesão em obras futuras. Como afirma o diretor do DNIT. “Ao avaliar novos projetos e comparar a solução tradicional com o pavimento de concreto, percebemos uma diferença em termos de vida de projeto e uma viabilidade muito maior dessa tecnologia para determinados empreendimentos, principalmente para rodovias de alto volume de tráfego”, destaca.

 Tripoloni compartilha da mesma opinião ao lembrar que “no exterior, todas as estradas de grande tráfego e alta performance são feitas com o pavimento de concreto. Esse é o futuro, a solução e o que o Brasil precisa fazer”, finaliza.

Para saber mais sobre a BR-163, assista ao vídeo:

Quer entender mais sobre os benefícios do pavimento de concreto? Confira na matéria xxxx.

Aproveite e fique por dentro do universo de Pavimento de Concreto em nossa página no Linkedin

Home

Artigo

Vantagens

Sobre

Contato