PAVIMENTO DE CONCRETO NO EXTERIOR

Compartilhe

Por que EUA, Chile, Argentina e Colômbia usam tanto o pavimento de concreto? 

São diversas as razões que fazem com que países vizinhos e EUA superem o uso da solução em relação ao Brasil. Entenda  

Durabilidade, baixa manutenção, custo competitivo, e segurança viária. Esses são alguns motivos que explicam a forte presença dos pavimentos de concreto nos Estados Unidos e, também, em países da América Latina, como Chile, Argentina e Colômbia.  

Nos Estados Unidos, onde o concreto predomina como solução para estradas, há registros de aplicações na pavimentação urbana desde 1891. De acordo com dados da Federación Iberoamericana del Hormigón Premezclado (FICEM), na Argentina, mais precisamente na região metropolitana de Buenos Aires, o pavimento de concreto está presente em 51% da malha, com destaque para os corredores de BRT (Bus Rapid Transit). Em Barranquilla, na Colômbia, segundo informações da Câmara Colombiana de Cimento e Concreto, mais de 80% das pavimentações do município são feitas com concreto. Já o Chile, utiliza concreto em 65% das suas pavimentações urbanas. 

No Brasil, apenas mais recentemente a aplicação dos pavimentos de concreto vem adquirindo maior relevância. Esse atraso se deve a uma série de fatores históricos e culturais, como explicamos mais detalhadamente a seguir: 

Incentivo aos pavimentos asfálticos 

Por aqui, os primeiros pavimentos de concreto foram executados na década de 1920, e até a década de 50 foi uma solução amplamente utilizada. Porém, nos anos de 1950 e 1960, a pouca disponibilidade de cimento — cuja produção foi bastante demandada pelo mercado da construção civil — contribuiu para o asfalto se tornar a principal solução de pavimentação no país. 

A priorização do asfalto também foi incentivada porque o país contava com uma estatal petroleira forte. Isso gerou uma defasagem competitiva para os pavimentos de concreto. O desenvolvimento de normativas técnicas e de empresas fornecedoras de mão de obra foi retardado. Ao mesmo tempo, o desconhecimento sobre a tecnologia favoreceu a criação de mitos em torno do pavimento de concreto que atualmente já foram derrubados. 

A indústria de cimento, por sua vez, evoluiu de tal forma que, hoje, é plenamente capaz de atender, de forma sustentável, tanto a demanda vinda da construção de edificações quanto da área de infraestrutura. Enquanto isso, a indústria de asfalto vem enfrentando dificuldades de abastecimento nos últimos anos, refletida em forte inflação e em empresas tendo que recorrer à importação de matéria-prima. Para se ter uma ideia, de acordo com a ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis), o preço do CAP 50-70 (Cimento Asfáltico de Petróleo), principal matéria-prima do asfalto, aumentou 4,2 vezes de 2013 a 2022. 

Normativas técnicas 

Nos Estados Unidos, o avanço dos pavimentos de concreto para aplicação rodoviária e pavimentação urbana tem intersecção com a elaboração de normas pelo ACI (American Concrete Institute). Países como Chile, Argentina e Colômbia também implementaram metodologias de dimensionamento e execução que permitiram a implantação do pavimento de concreto em grande parte de sua infraestrutura. 

Em comparação a nações vizinhas, o Brasil pode ter ficado um pouco para trás no uso do pavimento de concreto. Contudo, já há mobilização setorial consistente para mudar essa realidade. Desde o início dos anos 2000 o setor vem avançando no uso do pavimento de concreto como uma solução viável para a infraestrutura. E mais recentemente, dois marcos importantes na jornada de evolução foram a elaboração de Práticas Recomendadas e a assinatura do termo de cooperação técnica entre o DNIT (Departamento de Infraestrutura de Transportes) e a ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland). Este termo permitirá o estudo aprofundado de diferentes métodos de dimensionamento do pavimento de concreto, além da revisão de especificações técnicas atuais. O termo de cooperação também irá colaborar na capacitação técnica do setor, trazendo uma qualidade ainda maior para os projetos executados em pavimento de concreto. 

Também são notáveis os avanços na oferta de mão de obra e de equipamentos para execução de pavimentos rodoviários. A realização de grandes obras como a BR 163, rodovia que integra as regiões Sul, Centro-Oeste e Norte do Brasil, mostra que já não há barreiras para o uso amplo do pavimento de concreto no país. 

Quer entender mais sobre os benefícios do pavimento de concreto? Confira na matéria xxxx.

Aproveite e fique por dentro do universo de Pavimento de Concreto em nossa página no Linkedin

Home

Artigo

Vantagens

Sobre

Contato